Slideshow image
Programa TERRA FORTE :: De 2ª a 6ª, na Rádio Voz da Planície, Rádio Pax e Rádio Vidigueira :: Produção Câmara Municipal de Serpa    ◊    Farmácias de Serviço em maio ::1 a 3 - Farmácia Central :: 4 a 10 - Farmácia Serpa Jardim :: 11 a 17 - Farmácia Central :: 18 a 24 - Farmácia Serpa Jardim :: 25 a 31 - Farmácia Central
Centro Histórico
Feira Histórica e Tradicional
Programa

Dia 19 | 6ª feira
18h00 - Conversas na Nora - Palestra “Andam «Mouros» por aí. Serpa e o Sul nas Vésperas de D. Afonso Henriques”, Dr. Fernando Branco Correia
19h30 - Cortejo Almóada pelas ruas do burgo
20h00 - Morre assassinado Ibn Qasi, amigo e aliado de D. Afonso Henriques, 1151 | pelas ruas do mercado
- Teatro e atividades para a infância | Mercado dos Infantes e Petizes
- Oficina de Danças Mouras | Harém do Vali de Serpa
20h30 - Oficina do Calígrafo | Acampamento Geraldo Geraldes
- Oficina de culinária | Harém do Vali de Serpa
21h00 - D. Afonso Henriques é ferido por Abdul - Mumen, e os Almóadas reconquistam Beja, Évora e Palmela, 1161 | pelas ruas do mercado
- Teatro e atividades para a infância | Mercado dos Infantes e Petizes
- Oficina do Ferreiro | Acampamento Geraldo Geraldes
22h00 - Os Mordomos do Mahavi | Praça dos artistas
- Teatro e atividades para a infância | Mercado dos Infantes e Petizes
00h30 - O Sarau do Emir - Teatro de fogo | Praça dos artistas

Dia 20 | sábado
18h00 - Conversas na Nora - Palestra “D. Afonso Henriques e a 1.ª Reconquista do Alentejo”, Prof. Doutor Pedro Barbosa
19h30 - Cortejo das gentes da terra pelas ruas do burgo
20h00 - Rábula da águia e da judia | Praça dos artistas
- Teatro e atividades para a infância | Mercado dos Infantes e Petizes
- Oficina de Danças Mouras | Harém do Vali de Serpa
20h30 - Oficina do Calígrafo | Acampamento Geraldo Geraldes
- Oficina de culinária | Harém do Vali de Serpa
21h00 - Geraldo Sem-Pavor toma a cidade de Beja aos Muçulmanos, 1161 | pelas ruas do mercado
- Teatro e atividades para a infância | Mercado dos Infantes e Petizes
- Oficina do Ferreiro | Acampamento Geraldo Geraldes
22h00 - O torneio da Mesnada de Geraldo Geraldes na preparação da tomada de Serpa | Acampamento Geraldo Geraldes
23h00 - Yusuf Abou Yacoub sucede ao seu pai, Abde Almumine, tornando-se o 2º califa do califado Almóada de Marrocos, 1163 | pelas ruas do mercado
00h30 - Amor em tempo de guerra | Praça dos artistas

Dia 21 |domingo
18h00 - Conversas na Nora - Palestra "IDENTIDADE E MEMÓRIA." A importância do Judaísmo, Carolino Tapadejo
19h30 - Cortejo de El-Rei D. Afonso Henriques pelas ruas do burgo
20h00 - Geraldo Geraldes toma Serpa de assalto, 1166 | pelas ruas do mercado
- Teatro e atividades para a infância | Mercado dos Infantes e Petizes
- Oficina de Danças Mouras | Harém do Vali de Serpa
20h30 - Oficina do Calígrafo | Acampamento Geraldo Geraldes
- Oficina de culinária | Harém do Vali de Serpa
21h00 - Peripécias na taberna | Viela da beberagem e do Sustento
- Oficina do Ferreiro | Acampamento Geraldo Geraldes
- Teatro e atividades para a infância | Mercado dos Infantes e Petizes
21h30 - D. Fernando II de Leão aliados dos Almóadas aprisiona o monarca Português na cidade de Badajoz, 1169 | pelas ruas do mercado
22h00 - O torneio da Mesnada de Geraldo Geraldes na preparação da tomada de Badajoz| Acampamento Geraldo Geraldes
00h30 - In Taberna - Teatro de fogo | Praça dos artistas

*Abertura do mercado: 18h00/ Encerramento do mercado: 01h00
Programa sujeito a alterações*


No quadro da denominada “Reconquista cristã” e das ações militares que fizeram deslocar para sul a fronteira entre cristãos e muçulmanos, teve lugar em 1166 a 1.ª conquista de Serpa por Geraldo Geraldes, que recebeu o cognome de “Sem-Pavor”.
A tomada de Serpa integrou-se num plano de operações militares concertadas entre o o rei D. Afonso Henriques e o caudilho.
Entre 1162 e 1169, Geraldo Sem-Pavor, à frente de um bando de cavaleiros e de aventureiros, apoderou-se de um importante grupo de fortalezas. As suas campanhas apoiavam-se no efeito surpresa, por meio de ataques durante a noite e no Inverno, com a penetração nas fortalezas por escadas encostadas às muralhas. Em 1162, tomou a cidade de Beja. Três anos depois, Trujillo, Évora e Cáceres e em 1166 os castelos de Montanchez, Serpa e Juromenha. Ao mesmo tempo, D. Afonso Henriques empreendia outras ações militares no Alentejo, conquistando os castelos de Coruche, Moura e Alconchel.
Os castelos de Coruche, Évora, Beja, Serpa, Moura, Juromenha e Alconchel controlavam os acessos de ocidente e de sudoeste; os castelos de Cáceres, Trujillo e Montanchez as comunicações a nordeste. O ataque contra Badajoz teve lugar em 1169. A investida foi um fracasso e D. Afonso Henriques, capturado pelo exército de Fernando II de Leão, que acorrera em auxílio do emir muçulmano, foi obrigado a ceder a maior parte dos castelos de que tinha acabado de tomar posse.
A 1.ª conquista de Serpa teve, pois, carácter efémero. Não se sabe ao certo quanto tempo se manteve na posse dos cristãos. Segundo o Conde de Ficalho, entre 1171 e 1184, provavelmente em 1180, os exércitos almóadas terão recuperado a fortaleza.
É este ambiente fervoroso que Serpa pretende, entre os dias 19 e 21 de Agosto, oferecer aos seus visitantes, num cenário único, o nosso Centro Histórico.
««
  CÂMARA MUNICIPAL DE SERPA
Praça da República, 7830-389 SERPA | Tel.: ....284 540 100 Fax: 284 544 721 | e-mail:geral@cm-serpa.pt
------------------ || ------------------
 
  2019©Município de Serpa | webdesign: jarmando  
  Ultima actualização em: 20-05-2019 17:11:38